domingo, 10 de abril de 2011

Dias depois do massacre numa escola do Rio de Janeiro a Holanda vive crime idêntico num Centro Comercial



Logo após o massacre que ocorreu no Brasil no Rio de Janeiro  que acabou tirando a vida a 12 crianças numa escola da cidade, acontece logo na mesma semana um segundo crime com os mesmos contornos agora na Holanda, algo inesplicável está a acontecer!!

No começo da tarde de sábado, Tristan van der Vlis entrou no centro comercial De Ridderhof, perto de sua casa. O dia era de sol  e muitas famílias passeavam e faziam compras. Durante cerca de 20 minutos, o jovem percorreu os corredores do centro sem pressa, disparando com uma arma automática contra clientes e lojistas, antes de cometer suicídio.

A sua atitude ainda não tem explicação. Em uma carta deixada para os pais, revelada durante a noite, Tristan expressa sua vontade de tirar a própria vida, embora nada deixasse entrever que ele pretendia realizar um massacre tão brutal.

Assim, a Holanda amanheceu de luto neste domingo, um dia depois da matança  no centro comercial da cidade de Alphen aan den Rijn, no oeste do país, onde o jovem de 24 anos entrou atirando  e assassinando seis pessoas antes de cometer suicídio.

A maioria dos veículos de comunicação do país destacam neste domingo o facto deste tipo de crime não ser habitual na Holanda tal como não o é no Brasil, lembrando que este tipo de tiroteio é mais frequente em outros países, como os Estados Unidos. Porém Eelco Dykstra, especialista em gestão de crises, em entrevista à televisão pública NOS afirmou a Europa regista maior número de casos deste tipo do que nos Estados Unidos.

Tristan, que era membro de um clube de tiro e possuía licença de porte de armas, já havia tido problemas com a polícia em 2003 em um episódio relacionado à lei de armas e munições do país. O caso acabou arquivado.






Fonte: em.com.br

Sem comentários:

Addthis

Share |
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...